Comparo, sim!

Voto consciente

Para entender o caos de gestão do governo FHC (1)

leave a comment »

O Relatório de andamento do Programa Avança Brasil, no governo FHC, mostra o caos da sua gestão, desmontando a tese dos demo-tucanos de que são muito eficientes.

Apresentaremos alguns (muitos) exemplos do caos no final de governo, em 2002.

Esse quadro do caos, que construiremos neste blog, possibilitará mostrar aos eleitores porque evitar eleger candidatos demo-tucanos nas próximas eleições.

Paralelamente, mostraremos os resultados do Governo Lula, em relação aos itens similares de comparação, visando convencer, os que ainda têm dúvidas, do porque eleger Dilma é importante para a grande maioria dos brasileiros e brasileiras.

Não temos como comparar o último ano de FHC com o do Lula. Portanto, há que ter cuidado para não fazer comparações nos números e sim nas tendências (no caso do Lula).

Vamos começar com um dos temas mais importantes para mim: a Cultura.

Darei destaque visual aos termos que mostram, de forma inequívoca, o quanto desastrosa foi a gestão FHC.

***

Relatório Anual de Avaliação PPA 2000 – 2003 – Exercício 2002:

Programa: Produção e Difusão Cultural

Não foi possível aferir a variação dos indicadores, pois são necessárias informações advindas dos demais órgãos responsáveis pela execução das ações. Registra-se a dificuldade enfrentada na sua obtenção e na ausência de mecanismos que possibilitem ao gerente uma cobrança mais incisiva aos dirigentes daqueles órgãos.

Não há como prever o alcance dos indicadores para o final de 2003, visto que inexistem mecanismos disponíveis para tal aferição.

Durante o presente exercício, as ações pertinentes ao Programa tiveram desempenho abaixo do previsto, em função das sérias restrições orçamentárias e financeiras, o que implicou negativamente a obtenção dos resultados.

Houve um considerável retrocesso na execução do Programa em relação ao exercício anterior, haja vista a falta de recursos financeiros.

A demanda da sociedade, à época da concepção do Programa, fundamentava-se na ausência de iniciativas governamentais específicas para o setor de produção e difusão cultural, especialmente nas áreas de promoção e circulação de espetáculos, mostras e eventos, por todo o País, relacionados com as expressões culturais nacionais, adequação e aparelhamento de espaços culturais – técnica e operacional – para a plena realização das atividades, visando a melhoria e ampliação do atendimento à sociedade, objetivando, desta forma, o aumento da produção e a difusão cultural no País e no exterior.

A experiência de quase três anos demonstrou que as maiores dificuldades se deram na execução pela falta de uma equipe de gerência e pela contumaz ausência de recursos.

***

Anúncios

Written by augustodafonseca13

20 de outubro de 2010 às 6:27

Publicado em Sem categoria

Tagged with

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: